quarta-feira, 1 de julho de 2015

Greve: com salários atrasados, professores acampam em frente ao gabinete do governador

11715998 805102959597031 364404120 n
Professores em greve acampam em frente ao gabinete do governador Tião Viana/Foto: ContilNet Notícias
Os professores da rede estadual de educação, em greve há quase duas semanas, decidiram acampar na manhã desta quarta-feira (1º) em frente ao prédio que abriga o gabinete do governador Tião Viana (PT), na av. Brasil, causando transtorno no trânsito no centro de Rio Branco.
A greve da categoria é conduzida pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), que reivindica do governo estadual um reajuste de 20% no piso salarial.
Professores dos município de Sena Madureira, Brasiléia, Feijó e Epitaciolândia participam da manifestação em frente ao gabinete do governador, além de estudantes de escolas públicas de Rio Branco.
A manifestação começou por volta das 9h30 com uma reunião em frente ao Palácio Rio Branco. De lá, a pé, os professores caminharam até ao gabinete do governador.
A presidente do Sinteac, Rosana Nascimento, assinalou que a greve também é em protesto contra o atraso que já dura três meses no pagamento dos salários dos profissionais não efetivos da rede pública de ensino.
Centenas de servidores levaram cartazes para a manifestação e usaram um carro de som para criticar o governo estadual. A professora Silvia Oliveira, de Sena Madureira, disse que a luta não para.
11715911 805102969597030 1372460385 n

"Vim até aqui junto com 22 professores de Sena e não vamos sossegar enquanto nosso piso não for melhorado. Os alunos precisam entender que a paralisação não é por nossa culpa”, afirmou a professora.
O governador  Tião Viana se dispôs a receber uma comissão do comando de greve. Viana pediu ao sindicato que organize uma comissão composta por representantes de todos os municípios. O governador prometeu apresentar uma nova proposta de reajuste salarial à categoria.
Da ContilNet Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário