quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Ministério Público entra com ação contra prefeito de Feijó por não realizar concurso público

Merla
Prefeito de Feijó, Merla Albuquerque
O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), por intermédio da Promotoria de Feijó, ajuizou uma ação civil pública de execução de título extrajudicial (por quantia certa) em desfavor do prefeito Hammerly da Silva Albuquerque, o Merla. Um Termo de Ajustamento de Conduta, celebrado entre o MPAC e o Município de Feijó, não foi cumprido em sua totalidade.
O TAC, firmado em 2013, previa a contratação de professores e profissionais de saúde. Com isso, o município assumia o compromisso de realizar concurso público para admissão de servidores para esses dois setores até o final do ano passado. Antes, deveria ser feito um processo seletivo simplificado para o preenchimento das vagas.
O acordo foi celebrado depois que o MPAC constatou a carência desses profissionais nas escolas e unidades de saúde. Segundo o Promotor de Justiça Fernando Régis Cembranel, as obrigações previstas na cláusula segunda do TAC foram descumpridas injustificadamente.
O município teria que realizar concurso público para provimento das vagas existentes, preenchidas ou não por contratados provisoriamente, mas sequer foi feito o processo de licitação visando à contratação de uma empresa para organizar o certame. Foi feito apenas o processo seletivo simplificado.
Para garantia do cumprimento das obrigações assumidas, pactuou-se de forma acessória a cominação de multa diária para o caso de descumprimento, e o prefeito assumiu, de forma solidária, a obrigação de pagar eventual multa. O valor foi fixado, conforme o TAC, em R$ 500,00 (quinhentos reais), corrigido monetariamente pelo IGPM, mais juros de mora de 1% (um por cento) ao mês.
Na ação civil, o Promotor ressalta que a situação de Feijó “é preocupante ante o número considerável de agentes públicos contratados sem concurso público”. Fernando Cembranel pede que seja determinada a citação do prefeito para, no prazo de três dias, pagar o valor do débito a ele imputado, que corresponde a R$ 173.605,95, e que, caso o pagamento não seja efetuado, que seus bens (um terreno e um veículo) sejam penhorados.
Assessoria MPE

HOJE EM TARAUACÁ


JORDÃO: Comunicadores do município participarão do II Encontro de Blogueiros, em Tarauacá


Acontece hoje em Tarauacá o II Encontro de Blogueiros e Comunicadores de Tarauacá com a presença de membros da comunicação dos municípios de Tarauacá, Feijó e Jordão.
O encontro vai tratar do papel da comunicação nos dias atuais e também da integração entre os fazedores de comunicação dessa região.
Estão confirmados como palestrantes, os Jornalistas Washington Aquino (Rádio Difusora e TV 5) , Ray Melo (Site AC 24 Horas) e Victor Augusto (Presidente do Sinjac).
O encontro acontece às 19 horas, no Galpão de Cultura de Tarauacá e será transmitido ao vivo pela Rádio Comunitária Nova Era FM.
A iniciativa é do Blog do Accioly com apoio da Rádio Nova Era FM. Toda a sociedade civil e os poderes públicos de Tarauacá estão convidados.
Jordão será representado por cinco membros da comunicação local, sendo quatro blogueiros e um radialista. Os comunicadores se deslocam à Tarauacá por volta do meio dia de hoje.
João Brás - Blog Jordão Agora
Dr. Barnaby Luis - Blog Saúde Bucal em Jordão
Romério Correa - Blog do Romério Correa
Kézio Araújo - Blog Fala Jordão
Mauro Brito - Programa Espaço Comunitário, Rádio Jordão FM


Tião Viana assina decreto que declara estado de emergência no Acre

Decreto permitirá ao Estado ampliar parcerias com governo Federal para garantir abastecimento (Foto: Gleilson Miranda/Secom)
Medida permitirá ao Estado ampliar parcerias com o governo federal para garantir o abastecimento (Foto: Gleilson Miranda/Secom)
O governador Tião Viana decretou situação de emergência no Acre no início da noite desta quarta-feira, 26, em virtude da enchente do Rio Madeira, que inunda parte da BR-364 no trecho que liga o Acre a Rondônia. O documento foi assinado no Gabinete Civil, na presença do chefe em exercício da Procuradoria-Geral do Estado (PGE-AC), procurador Davi Laerte, e do secretário de Comunicação, Leonildo Rosas.

Tião Viana observou que, nesta quarta-feira, o Rio Madeira atingiu a marca de 18,57m, classificada por ele como “um índice impressionante e que torna essa enchente um dos maiores desastres ambientais que a Amazônia já viveu”. Viana ressaltou que o Acre enfrenta uma situação de isolamento quase pleno por via rodoviária na BR-364.
“O governo tem adotado todas as medidas com segurança, antecipando-se às dificuldades que possam decorrer dessa provável obstrução da BR. A decretação da situação de emergência vai nos permitir medidas administrativas ágeis que possam colaborar, mais ainda, para a prevenção de agravos, em qualquer ameaça que possamos ter, no atendimento regular e justo à população do Acre”, explicou o governador.

O chefe da PGE, Davi Laerte, destacou que o decreto de situação de emergência constitui-se num reconhecimento jurídico, na área de defesa civil, de uma situação que coloca em risco o abastecimento, a saúde e a segurança da população. “Com essa decretação, ampliaremos as parcerias com o governo federal e, com isso, melhorias mais imediatas ao estado do Acre”, afirma.
Agencia de Noticia do Acre

Prefeito de Porto Velho diz que enchente já causou prejuízos de R$ 586 milhões

Prefeito de Porto Velho diz que enchente já causou prejuízos de R$ 586 milhões

 A coletiva de imprensa convocada pela pelo prefeito de Porto Velho, Mauro Nazif (PSB) para anunciar a decretação de calamidade publica, começou com a divulgação dos prejuízos que a enchente causou na cidade, segundo levantamentos da Secretaria Municipal de Planejamento. Pelos dados da Sempla, os prejuízos atingiram a casa dos R$ 586 milhões.

A Prefeitura calculou os prejuízos em três situações. Na primeira, foram avaliados os prejuízos materiais causados nos bens públicos, como prédios, por exemplo. A soma atinge R$ 155 milhões. 
Em danos decorrentes dos danos materiais, área medica, agua potável e outros as despesas somam R$ 101 milhões. 
Na terceira avaliação, a Prefeitura levou em conta as áreas da indústria, pecuária e agricultura, onde a cheia causou prejuízos na ordem de R$ 330 milhões.
Mauro Nazif, assinou o Decreto de Calamidade Pública. Segundo ele, no documento, a Prefeitura justifica com substancial embasamento, os motivos que levaram o município a recorrer a tal situação.
Rondoniagora.com

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Estudante de Medicina da Ufac é preso acusado de clonar cartão de crédito e comprar pela internet

medicina-ufac
Bruno foi preso em sua residência,
 no Rui Lino/Foto: Assessoria
O rondoniense Bruno Alexandro Batista Lopes, de 24 anos, foi preso por agentes da Delegacia Itinerante da Polícia Civil (DITPC), acusado de estelionato, falsidade ideológica e uso de documento falso. A prisão ocorreu durante a operação “chupa-cabra II”, deflagrada pela Polícia Civil, nesta quarta-feira, 26.
Bruno é natural de Porto Velho (RO) e estudante do quarto período de medicina da Ufac – Universidade Federal do Acre. Ele foi preso em casa, à rua Brasilândia, no conjunto Rui Lino, com a posse de vários cartões de crédito clonado, notebooks, relógios de pulso, perfumes importados, produtos da Mary Kay e material para fabricar cartões bancários.
Segundo a investigação, o acadêmico de medicina Bruno, integra uma quadrilha de estelionatários que age em Rondônia, Acre, São Paulo, Rio Grande do Norte, Goiás e Paraná. “As compras ele as fazia pela internet, com preferência para eletrônicos e passagens áreas que eram usadas para prática de turismo, dentro e fora Brasil”, destacou o delegado Roberth Alencar, responsável pela investigação.
Durante esclarecimentos ao delegado Roberth, Bruno revelou que em 2012, quando estudava medicina em Cochabamba (Bolívia) chegou a ser preso pelo mesmo crime na cidade de Santa Cruz de la Sierra.
Na época, o cumplice dele (nome não mencionado pela polícia), escapou do cerco policial. Depois de ganhar a liberdade no país vizinho, Bruno retornou para o Brasil, veio para o Acre, onde ingressou no curso de medicina na Ufac, mas não desistiu da vida criminosa.
INÍCIO – No dia quatro de fevereiro deste anos policiais da Delegacia Itinerante prenderam, por determinação da justiça, os golpistas Luís Henrique da Silva Leal, 21, Samuel David, 37, (africano), John Muller da Silva Lisboa, 23, e Marcelo Felex da Silva, de 32 anos. O estrangeiro estava hospedado em um hotel no centro de Rio Branco, na companhia de Rubilene Cabral de Abreu, 37, que também foi presa.
medicina-ufac2
Polícia encontrou vários cartões de crédito clonado, notebooks, relógios de pulso, perfumes importados, produtos da Mary Kay e material para fabricar cartões bancários

A investigação que sobrepujou a quadrilha aconteceu simultaneamente em vários pontos da capital e resultou na apreensão de dois veículos de luxo (uma Frontier e um Focus), relógios de marca, computadores, gravadoras multimídia, centenas de Cd’s de jogos eletrônicos, além de caixa acústica e uma pistola de pressão.
Contilnetnoticias

Cheia faz ONS desligar turbinas da usina Santo Antônio, no Rio Madeira

usina rompe
Usina Santo Antonio não está funcionando


























A cheia histórica que atinge o Rio Madeira, em Rondônia, obrigou a Hidrelétrica Santo Antônio a desligar todas as turbinas em operação. Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), a usina parou de funcionar no início da semana por uma questão de segurança.
Na semana passada, 11 das 14 máquinas em operação já haviam sido paralisadas. Mas, como o nível do rio continuou elevado, decidiu-se por paralisar tudo, afirmou um técnico do ONS. Jirau, que também fica no Madeira, continua com quatro turbinas em operação.
Segundo o ONS, as duas usinas estão em final de obra e ainda têm estruturas frágeis, provisórias, em algumas áreas. Com essa quantidade de água, o risco de ocorrer um acidente poderia aumentar.
A Hidrelétrica de Jirau, por exemplo, pediu à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e à Agência Nacional da Água (ANA) que Santo Antônio abrisse suas comportas para evitar acidentes em sua ensecadeira – estrutura provisória que protege as turbinas enquanto se executa uma obra no local.
Santo Antônio estaria mantendo o nível do reservatório acima do estipulado pela ANA. Em determinado momento, a usina chegou a operar acima da cota de 75 metros.
Segundo o ONS, a paralisação da usina também tem o objetivo de evitar que as comunidades ribeirinhas sofram ainda mais com as enchentes, assim como a população de Porto Velho. O Rio Madeira atingiu seu maior nível desde 1997, chegando na segunda-feira a 18,43 metros. A cheia trouxe o caos para a capital de Rondônia, com milhares de pessoas desabrigadas. O Estado do Acre ficou ilhado, com a interdição de rodovias federais que foram inundadas pelas águas.
Os estragos provocados pela cheia deram nova munição para ambientalistas e para o Ministério Público Federal, que sempre foram contrários à construção das hidrelétricas – leiloadas em 2007 e 2008 pelo governo federal. De alguma forma, eles atribuem parte dos estragos aos dois empreendimentos. Segundo fontes, ao passar pelas turbinas, a água ganha velocidade e provoca grandes ondas, chamadas de banzeiros.
Causas. Na semana passada, foram realizadas audiências públicas para discutir as possíveis causas e soluções para o problema. Entre as medidas discutidas está a proposta de revogação da lei que assegura benefícios fiscais aos consórcios responsáveis pela construção das duas hidrelétricas. Também se cogitou a criação de uma CPI para inspecionar as indenizações e aplicações dos recursos das compensações das usinas.
Segundo o Ministério Público, tanto a esfera federal como a estadual tentaram de todas as formas impedir o licenciamento das usinas, mas não tiveram sucesso. Durante todo o processo, foram cerca de 20 ações civis públicas contra os empreendimentos.
Compensação. A paralisação de Santo Antônio terá de ser compensada pelas hidrelétricas do Sul e Sudeste, que vivem período completamente oposto das usinas do Rio Madeira. A estiagem que atingiu as duas regiões no início deste ano reduziu de forma preocupante o nível dos reservatórios a ponto de especialistas cogitarem a possibilidade de novo racionamento no País – o que foi afastado pelo Governo Federal. Jirau e Santo Antônio estavam injetando cerca de 600 megawatts médios no sistema, sendo que uma parte desse volume vinha para o Sul.
Rondoniaovivo

TARAUACÁ: PREFEITURA, GOVERNO ESTADUAL E FEDERAL ASSINAM ORDEM DE SERVIÇO PARA CONSTRUÇÃO DE 109 CASAS DO PNHR PARA INDIGENAS DO CAUCHO

Indígenas da Aldeia do Caucho, localizada às margens do rio Muru, serão contemplados com a construção de 109 casas, que construídas por meio do Programa Nacional de Habitação Rural – PNHR.  As unidades custarão depois de concluídas mais de R$ 3 milhões. Os investimentos ocorrem graças a uma parceria entre a prefeitura de Tarauacá e os governos estadual e federal
unnamed (5)
A solenidade de assinatura aconteceu na Terra Indígena Caucho e contou com a presença do prefeito Rodrigo Damasceno, do vice-prefeito, Chagas Batista, do assessor especial e representante do Governador Tião Viana, Léo de Brito, do gerente da Caixa, em Tarauacá e representante da presidenta Dilma, Victoram Costa, do representante do PNHR, em Tarauacá, Gilberto Furtado, de todos os vereadores que compõem a base de Governo e de secretários do município.
O planejamento da construção das casas foi discutido com a comunidade indígena do Caucho para atender as tradições e hábitos dos índios. O PNHR atende prioritariamente agricultores, extrativistas, piscicultores, ribeirinhos, povos indígenas e comunidades tradicionais. Avaliado como um projeto super importante para as terras indígenas contempladas no programa.
“Cada casa construída tem preço médio estimado em R$ 60 mil, dividido em duas partes, sendo R$ 30,5 mil assegurados pelo governo federal, por meio do PNHR, e R$ 29,1 mil de contrapartida do governo do Acre. Contudo, os indígenas pagarão apenas R$ 1.200 divididos em parcelas anuais, ou seja, em parcelas de R$ 300/ano. E essa é a parceria e o trabalho integrado entre o governo estadual e as prefeituras. É por isso que aqui no Acre o programa tem dado certo e tem chamado atenção de outros estados”,disse o representante do Governo do Estado, Léo de Brito.
unnamed (4)
O prefeito Rodrigo Damasceno ressaltou o compromisso da administração municipal, em conjunto, com o governo Estadual e Federal, ao oferecer as unidades habitacionais com subsidio quase total. “Hoje o beneficiário pega R$ 31 mil e devolve apenas R$ 1,3 mil, de forma parcelada, um valor que não paga nem o serviço. As diferenças culturais são reconhecidas, respeitadas na hora de construir as casas. Além da casa tem todo um trabalho integrado com a melhoria dos ramais, o programa Luz para Todos, ou seja, o programa habitacional traz outros benefícios. E isso remete alegria pro nosso coração”, comentou.

Para o vice-prefeito Chagas Batista, o momento é de muita comemoração. “Os índios também merecem morar numa casa digna, e hoje o Governo Federal, em parceria, com a prefeitura e o Governo Estadual vem trazer esta alternativa para os povos indígenas. Não é só falar, mas as casas já vão começar a serem construídas e por isso nós acreditamos”.
Em Tarauacá serão construídas 109 unidades habitacionais na Aldeia do Caucho. “Há mais de um mês a Prefeitura de Tarauacá, juntamente com lideranças do Caucho nos procurou entusiasmado com esse sonho de trazer o programa para o povo indígena de Tarauacá. Os nossos povos terão casa de qualidade, sem fugir das tradições e da cultura indígena”, finalizou o gerente da Caixa, Victoram Costa.
“Nunca na história do Brasil as comunidades indígenas tiveram tanta importância. A prefeitura de Tarauacá, em conjunto, com o Governador Tião Viana e a presidenta Dilma teve a preocupação de observar que quem está nas comunidades indígenas precisa de uma atenção especial. São R$ 31 mil reais para cada casa, pagando apenas uma pequena parte, em três anos. Somente estes Governos para ter esta sensibilidade”, comentou o presidente da Câmara, Manoel Monteiro representando todos os demais vereadores da base governamental que estiveram presentes no lançamento do programa, na Aldeia do Caucho.
Manoel Kaxinawá
Manoel Kaxinawá, liderança indígena, agradeceu o benefício e o reconhecimento dos povos indígenas pela prefeitura de Tarauacá, em parceria, com o governo Estadual e Federal. “Não tem nada melhor do que ter um teto e poder dormir sem estar preocupado com a chuva caindo na sua cabeça através do telhado e saber que seus filhos e sua mulher estão em segurança. Isso é dignidade e isso também é resultado da luta dos povos indígenas, que encontraram apoio neste governo”.
Assecom Tarauacá

Agências bancárias não vão funcionar durante o Carnaval



As agências bancárias não irão abrir na próxima segunda-feira (3) e na terça-feira (4) em função do Carnaval, informou a Federação Brasileira dos Bancos. Na quarta-feira (5) as agências abrem para atendimento ao público às 12 horas.
A Febraban informa que as contas de consumo (água, energia, telefone e etc.) e carnês que tiverem marcados essas datas para o vencimento poderão ser pagas no primeiro dia útil após o feriado, sem acréscimo.
A população ainda pode utilizar os meios alternativos de atendimento, como os caixas eletrônicos, Internet Banking, Mobile Banking e banco por telefone. Normalmente, os tributos já vêm com datas ajustadas ao calendário de feriados (federais, estaduais e municipais).         
Durante o feriado os canais como Internet Banking e caixas eletrônicos funcionarão normalmente.
Os clientes também podem agendar nos bancos os pagamentos das contas de consumo ou pagá-las (as que têm código de barras) nos próprios caixas automáticos, ou em correspondentes.
Os boletos bancários de clientes cadastrados como sacados eletrônicos poderão ser agendados ou pagos por meio do DDA (Débito Direto Autorizado).
 Ac24horas com informação Febraban.

JORDÃO: VEREADORA ZEINA MELO DENUNCIA DESCASO NA SAÚDE DO MUNICÍPIO

Vereadora Zeina Melo
VEREADORA ZEINA MELO - Como todos são sabedores, tenho dedicado a minha vida Parlamentar na função nobre de ser uma Vereadora, com uma atuação responsável, cobrando, exigindo das autoridades locais e do nosso Estado providências para solucionar problemas que prejudicam a nossa gente e que perduram já por muito tempo.

Não faz muito tempo, mas precisamente dia 14 de Setembro de 2013, procurei o Líder do meu partido PMDB, na Assembleia Legislativa, Deputado Chagas Romão, para DENÚNCIAR, que o APARELHO DE RAIO X, do hospital da Família em Jordão, se encontrava já há cerca de 05 cinco anos dentro de uma caixa no corredor daquele Hospital, como já foi dito em outra publicação, também procurei o Ministério Público Estadual para fazer a mesma denúncia e outras mais. 
Aparelho de Raio X há muito tempo na caixa
Em 12 de Dezembro de 2013, ficamos felizes com a chegada do Engenheiro Civil Sebastião Fonseca ao Jordão, para segundo ele, a pedido de sua Excelência o Senhor Governador Tião Viana, construir e adaptar uma sala do referido Hospital da Família para a Instalação e posterior funcionamento do tão desejado APARELHO DE RAIO X, o tempo passou o ano findou outro começou e hoje pela manhã, recebi uma ligação telefônica do Deputado Líder Chagas Romão, me perguntando, se de fato, o problema estava resolvido, “porque ele participaria de uma reunião com a Secretária de Estado da Saúde para voltar a questionar o por que ainda não estava em funcionamento o referido aparelho”, de fundamental importância para o povo sofrido do nosso querido Jordão, o informei que quase nada fora feito e que o aparelho ainda se encontra distribuídos em duas caixas no corredor do Hospital. SINCERAMENTE! ISSO É REVOLTANTE E DÁ NOJO VER COMO ESSA GENTE PODEROSA TÃO IRRESPONSÁVEL TRATA COM DESCASO O NOSSO POVO, um povo tão bom, que vem ajudando essa gente a ficar mais rica e poderosa em troca desse tipo de coisa. 

Fico a me perguntar! E o que fazer agora?, para onde e para quem denunciar?, o tempo vai passando, o aparelho como disse dentro de caixas em um corredor do hospital e o povo mais do que nunca necessitando para sua saúde. UMA VERGONHA!

VEREADORA ZEINA MELO - MUNICÍPIO DE JORDÃO

IDM inicia novas turmas do curso Técnico em Agroecologia

Filhos de pequenos produtores rurais iniciando o curso Técnico em Agroecologia ofertado pelo governo do Estado (Foto: Tamara Smoly/IDM)
Nesta semana, o Instituto Dom Moacyr (IDM) iniciou novas turmas do curso Técnico em Agroecologia oferecido a filhos de produtores rurais, moradores de assentamentos criados ou reconhecidos pelo Incra no interior do Acre. Foram beneficiados moradores das comunidades do Juruá, Tarauacá e Envira, dos municípios de Cruzeiro do Sul, Marechal Thaumaturgo, Mâncio Lima, Tarauacá Rodrigues e Porto Walter.

O governo do Estado atua pelo Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera) com o objetivo de fortalecer a economia rural e proporcionar melhor qualidade de vida aos produtores. São parceiros na formação o Instituto Nacional de Reforma Agrária (Incra) e a Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Agrofamiliar (Seaprof).

A formação técnica é realizada na Escola da Floresta (antigo Colégio Agrícola) em sistema de residência, onde os alunos realizam as atividades teóricas e práticas em período integral. A escola é coordenada pelo Professor Francisco de Assis.

Ao final da formação, os alunos estarão aptos a implementar projetos produtivos nas áreas de sistemas agroflorestais, com habilitação para atuar na produção de grãos, frutas e horticultura.
Maria José do Nascimento, aluna do curso e moradora da zona rural de Marechal Thaumaturgo afirmou: “Quero me profissionalizar para desenvolver ações nas comunidades rurais, meus pais não puderam estudar e incentivam meus estudos”.

Atágila de Araújo, moradora da área rural de Tarauacá, ressalta: “Vim com a expectativa de aprender para fazer um bom trabalho nos assentamentos. Quero dinamizar o que meus pais produzem em nossa colônia para melhorar a nossa renda.”

“Com essas políticas públicas o governo do Estado visa dar apoio ao pequeno produtor e fortalecer a economia rural, preparando jovens para o conhecimento de novas técnicas de produção e cultivo, para viver de forma sustentável em suas propriedades rurais,” enfatiza o diretor-presidente do IDM, Marco Brandão.

Agência de Notícias do Acre

Jordão: SEME inicia Semana Pedagógica com os professores das redes municipal e estadual de ensino


Teve início nesta segunda-feira (24), a formação pedagógica oferecida a todos os professores da rede municipal e estadual de ensino, com objetivo de ampliar conhecimento e discutir novas propostas pedagógicas que venham elevar a qualidade da aprendizagem dos alunos do município de Jordão, interior do Acre.
Com o tema “De onde veio e para onde vai a educação de Jordão”, a Secretária de Educação, Meire Sérgio, falou que há uma árdua tarefa de cada profissional em contribuir para melhorar o IDEB do Município, embora não estejamos com índices ruins, mesmo assim sofremos com os olhares distorcidos de alguns.
Para o prefeito Élson Farias "Jordão tem os mesmos deveres que qualquer grande cidade do País, mas, infelizmente não tem o mesmo direitos. Fazer educação em São Paulo ou Rio de Janeiro é muito fácil, onde além do orçamento ser grande, a arrecadação de impostos também alavanca a economia de toda a cidade, enquanto nós recebemos uma 'miséria' de repasse e ainda somos abrigados a cumprir com as mesmas metas impostas por quem detém grandes quantias de recursos e não olham as nossas dificuldades e ainda criticam nossos números", desabafou.
Para os gestores das escolas no município, a educação de Jordão está dentro da média nacional, onde temos índice que varia entre 3.9 a 4.6, ficando assim acima da média nacional que é de 4.0.  "Jordão é elogiado aonde quer que vamos, em cada encontro que participamos no Estado, Jordão é parabenizado pelos os números que apresentamos"disse a professora Neusimar, gestora da Escola Estadual Jairo de Figueiredo Melo.
"Se compararmos Jordão com outros municípios do Acre, temos inúmeras vantagens, pois há lugares que sequer foi decretado pelo o poder executivo a criação dos conselhos. Isso foi feito no Jordão, e nós temos conselhos atuantes, com sede própria e que vem dando resultados" concluiu a pedagoga Nonata Aguiar.
Os vereadores presentes Abel Ximenes e Rosenildo Melo (Doda), disseram que estão a disposição naquilo que for de responsabilidade deles como legisladores, a contribuírem para melhorar cada dia mais a educação de nossos filhos, uma vez que também são pais de aluno.
Com informações da Assecom da Prefeitura de Jordão

Não entre em pânico, mas se a BR 364 fechar por mais de cinco dias, vai faltar pão, arroz e até cerveja

Apesar da preocupação de não criar pânico para a população, alguns empresários do Acre já admitem: vai faltar gás, combustíveis, pão e até cerveja se a BR 364, no trecho entre Porto Velho e Rio Branco, for fechada por mais de cinco dias. As previsões dos institutos de meteorologia são de que continuará chovendo na região amazônica nos próximos dias, o que preocupa as autoridades dos estados de Rondônia e Acre. Em Porto Velho o rio Madeira subiu tanto que a BR-364 terá que ser fechada totalmente nesta quarta-feira por tempo indeterminado.
BR_in

Por conta desses alertas o governador Sebastião Viana (PT-AC), ampliou o escritório de emergência e garantiu que todo esforço será feito para amenizar a situação. Para evitar o pior, o governador passou parte da tarde desta terça feira, 25, falando com empresários locais e com autoridades em Brasília e iniciou negociação com o governo peruano para a importação de gêneros de primeira necessidade, que devem ser transportados em três aviões da Força Aérea Brasileira.
Na lista dos produtos com risco de sumir do mercado estão gás, combustíveis, trigo, leite em pó, cimento, arroz e cerveja. Só a rede de Supermercados Araújo tem retido em Porto Velho 120 mil quilos de produtos. As carretas estão estacionadas na beira da estrada, aguardando liberação da Polícia Rodoviária Federal para se deslocarem para Rio Branco.
A Recol Distribuidora – maior atacadista na área de produtos farmacêuticos e hospitalares para o Acre -  informou ao governo do Acre que algumas marcas de medicamentos também poderão faltar no comércio, mas garantiu que remédios usados em tratamento de doenças crônicas terão o estoque regulador mantido, mesmo que o seu transporte tenha que ser feito via aérea.
Os empresários que participaram de uma reunião de emergência no gabinete do governador do Acre informaram que Sebastião Viana demonstrou muita preocupação com a situação. “Ele está visivelmente preocupado e nos pediu para ajudá-lo a encontrar soluções práticas e rápidas para amenizar a situação”, contou o presidente da Associação Comercial do Acre, Jurilande Aragão.
Por causa do iminente perigo de racionamento de produtos, o governo não descarta a possibilidade de decretar estado de emergência.
Reunião_gov
Nesta quarta-feira, três aviões Hércules, da Força Aérea Brasileira, devem chegar ao aeroporto de Rio Branco, com gêneros alimentícios e produtos hortifruti, vindos de Manaus-AM.
Fogás admite possível falta do gás de cozinha no Acre
Em contato com a representação da Fogás, em Manaus_AM, a reportagem de ac24horas  foi informada que há risco iminente da falta do gás de cozinha no Acre, por causa do fechamento total da BR-364, e que para se prevenir a empresa resolveu enviar através de balsa para o estado, via Rio Purus/Rio Acre, 450 toneladas de GLP.
A Fogás informou que até esta terça-feira, 25, ainda estava conseguindo transportar gás granel de Porto Velho para Rio Branco pela BR 364 para envasamento de botijões de gás. “Enquanto a estrada for liberada com segurança continuaremos fazendo este transporte para a nossa Planta de Rio Branco”, informou.
Vislumbrando o pior cenário, que seria a interrupção da rodovia BR 364, que pode acontcer nesta quarta feira, 26, a Fogás enviou em caráter preventivo uma balsa de GLP a granel para o Acre (contendo 450 ton de GLP ),  via Rio Purus/Rio Acre, para uma eventual interrupção da BR 364. A viagem tem duração de aproximadamente 12 (doze) dias. A balsa partiu de Manaus nesta segunda-feira, 24, à noite, e deve aportar Rio Branco no dia 08/03 se a navegação transcorrer conforme planejado. Todos os acoplamentos necessários para viabilizar a operação foram colocados na balsa juntamente como uma carreta de energia e uma carreta de transferência de GLP.
A empresa também informou que vai deslocar uma equipe de técnicos para realizar esta operação no porto da Petrobrás de Rio Branco. Na eventualidade de não conseguir aportar em Rio Branco a operação precisará ser efetuada em Boca do Acre – AM e é fundamental que esta rodovia esteja transitável se não este fato se tornará em restrição ao abastecimento de GLP.
A base da Fogás em Rio Branco se encontra operativa, porém com capacidade limitada decorrente dos problemas de logística da BR 364. Uma viagem que demorava 10 horas chega a demorar 36 horas.
“Na eventualidade da BR 364 ser interditada o fluxo de todos os insumos para o Acre estarão comprometidos, dentre estes, o GLP. Portanto, se trata de um isolamento rodoviário do Acre no fluxo de carga com o restante do Brasil. A Fogás e seus colaboradores tem se empenhado durante esta fase crítica do regime dos rios sem precedentes nestes últimos 100 anos para reduzir ao máximo as restrições de seu produto na região”, completou a assessoria de marketing da empresa.
Ac24Horas

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

TARAUACÁ: Filhos de produtores rurais vão para a Escola da Floresta


Uma turma, com dezenove (19) filhos de produtores rurais de Tarauacá, foram participar do curso técnico em Agroecologia executado pelo Instituto Dom Moacyr, por meio da Escola da Floresta Roberval Cardoso. 

Inicialmente eram somente sete (07) vagas para o município, mas como houve desistência em outros municípios da região as vagas foram remanejadas para Tarauacá que tinha tido mais de 100 inscritos no processo seletivo. 

As aulas iniciaram no último dia 18, e ocorrem na Escola da Floresta Roberval Cardoso, antigo colégio Agrícola, em tempo integral, em sistema de residência. 

A escola da Floresta está localizada na Rodovia AC-90, Transacreana - Km 20, em Rio Branco. 

A Escola da Floresta oferta cursos técnicos e profissionalizantes em sistema de residência aos filhos de agricultores familiares do Estado. O curso tem a duração de 18 meses, parte do período os alunos permanecerão realizando atividades na Escola, e em outros momentos, eles atuarão com práticas de aprendizagem em suas comunidades.

O foco de estudo da escola é possibilitar o aprimoramento dos conhecimentos que os educandos trazem de sua vivência nas localidades rurais com técnicas de sustentabilidade, incentivando, por exemplo, a otimização do cultivo por meio de recuperação de áreas degradadas, como o consórcio de espécies madeireiras e frutíferas, que recupera e enriquece o solo ampliando a diversidade de produtos que serão comercializados.

A escola possui várias áreas de estudo, e o que é produzido é utilizado para pesquisa e consumo próprio, como a bovinocultura, avicultura, horticultura, apicultura e frutíferas, além das atividades de piscicultura que irão iniciar na próxima semana.

O curso técnico em Agroecologia é uma ação do governo federal e do Acre por meio do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera) do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em parceria com a Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof), Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Acre (Fetacre) e Instituto Dom Moacyr (IDM).

O governo do Estado apoia políticas públicas que visem beneficiar e fortalecer a produção no campo, proporcionando a qualificação de filhos de produtores rurais para trazer benefícios às suas comunidades.

Acre lança concurso que vai premiar iniciativas culturais nas comunidades indígenas

Edital_Folder_Layout_

O governo do Estado, por meio da Fundação Elias Mansour (FEM), lança o edital do Prêmio Culturas Indígenas edição 2014, nesta quarta-feira, 26, a partir das 9 horas, na sede da Assessoria dos Povos Indígenas (antigo Kaxinawá). O edital premiará iniciativas culturais já realizadas ou em fase de execução nas comunidades indígenas localizadas no Acre.
O Prêmio que contemplará iniciativas de origem comunitária e individual traz entre seus objetivos valorizar e qualificar expressões culturais indígenas, contribuindo para o fortalecimento das tradições, reconhecimento e afirmação das identidades étnicas no contexto da cultura acreana. O edital e seus anexos estarão disponíveis no www.cultura.ac.gov.br .
O montante de investimentos é no valor de R$ 300 mil, custeados pelo governo do Estado, por meio do Fundo Estadual de Cultura (FunCultura), do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura (PreCult).
A edição homenageia a turma “Siku Tapihahãynashe nu Eway” (“Todo Mundo Junto”), composta por 49 professores dos povos indígenas Huni Kui, Ashaninka, Nukini, Poyanawa, Manchineri, Yawanawá, Shawãdawa, Shanenawa, Jaminawa e Marubo. Os professores concluíram, em dezembro de 2013, a licenciatura na Formação Docente para Indígenas, no Campus Floresta, da Universidade Federal do Acre (Ufac).
“Além do ensino nas escolas, no fundamental e médio, em suas aldeias, esses mestres têm produzido pesquisas e publicações sobre conhecimentos, tradições e formas de expressão da cultura material e imaterial de seus povos, além de estimularem o intercâmbio e diálogos de saberes entre os povos e com a sociedade”, comenta Karla Martins, presidente da FEM.
Agência de Notícias do Acre

TARAUACÁ: PREFEITURA LANÇA EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PROVISÓRIO PARA PROVIMENTOS DE CARGOS PÚBLICOS NA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE


EDITAL Nº02/2014 – PROCESSO SELETIVO – RETIFICAÇÃO

A Secretaria Municipal de Saúde de Tarauacá, Estado do Acre, através do Senhor Carlos Tadeu Lopes da Silva Secretário Municipal, no uso das atribuições legais, faz saber a todos quantos o presente Edital virem, ou dele tomarem conhecimento, que se encontra retificado Processo Seletivo, para provimento de cargos públicos temporários, para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público da Secretária de Municipal de Saúde, nos termos do inciso IX do artigo 37 da Constituição Federal, que passam a ter a seguinte redação.

CONFIRA OS LINKS ABAIXO: CLICK NO LINK PARA FAZER O DOWNLOAD







(AssecomTK)

TARAUACÁ: SECRETARIA DE PROMOÇÃO SOCIAL EDITAL Nº01/2014 – PROCESSO SELETIVO - REABERTURA

O MUNICÍPIO DE TARAUACÁ, Estado do Acre, através da COMISSÃO DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO, faz saber a todos quantos o presente Edital virem, ou dele tomarem conhecimento, que se encontra reaberto Processo Seletivo, para provimento de cargos públicos temporários, para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público da Secretária de Promoção Social, nos termos do inciso IX do artigo 37 da Constituição Federal, dos cargos não preenchido na abertura.

CONFIRA O LINK ABAIXO: CLICK NO LINK PARA FAZER O DOWNLOAD