terça-feira, 9 de abril de 2013

PM do Acre está entre as menos corruptas do país, diz pesquisa

Polícia Militar é uma das menos corruptas do país (Foto: Janine Brasil/G1)

 A Polícia Militar do Acre está em último lugar, junto com a PM de Roraima, no ranking das mais corruptas do país, segundo dados da Pesquisa Nacional de Vitimização. O estudo foi realizado pelo Datafolha e encomendado pelo Ministério da Justiça e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.
O levantamento é realizado desde 2010 e 78 mil pessoas, nos 26 estados e no Distrito Federal, foram questionadas se já haviam sido vítimas de extorsão por parte da Polícia Militar.

O maior índice de extorsão está no Rio de Janeiro, em que 30,23%  das pessoas entrevistadas confirmam que já foram achacadas por um policial. São Paulo vem em segundo, com 18,22% e Pará em terceiro, com 6,49%. O Acre apresentou apenas 0,04%, mesmo percentual de Roraima, e os dois estados ficaram na última posição.

Perfil das Vítimas
Em todo o Brasil, 2,6% dos ouvidos responderam ter sido vítimas de extorsão policial. O perfil das vítimas mostra que pós-graduados têm nove vezes mais chances de se depararem com um achacador do que uma pessoa sem instrução. Dentre as vítimas de extorsão, 59% têm escolaridade acima do ensino médio.

Quem ganha mais de R$ 13.560 (20 salários mínimos) tem 5,8 vezes mais chances de ser extorquido por um PM do que aqueles que ganham até R$ 678 (1 salário mínimo).

Na leitura por faixa etária, o grupo de 25 a 34 anos é a maior vítima, representando 36,4% dos achacados.

Rayssa NataniDo G1 Acre

Nenhum comentário:

Postar um comentário