terça-feira, 18 de agosto de 2015

TARAUACÁ: Policial denuncia viaturas abandonadas; até caixa de descarga foi doada por comerciante

Viaturas estão abandonadas em via pública/Foto: Cedida
Viaturas estão abandonadas em via pública/Foto: Cedida
Apenas um carro está à disposição do policiamento ostensivo no município de Tarauacá, a 410 quilômetros de Rio Branco, capital do Acre. Outros três carros da Polícia Militar na cidade permanecem danificados há mais de um mês. Os veículos aparecem estacionados em frente ao quartel da PM, sob sol e chuva, conforme comprovam imagens que foram enviadas à redação por um leitor da ContilNet.

“Tarauacá parece uma São Paulo. Bandidos ateiam fogo em carros de civis, em ônibus, aumentam as ocorrência contra o patrimônio, e nós, policiais, ficamos reféns de uma política ineficiente. Para o governo do Acre, tudo está bem, mas na prática falta condições de trabalho. Não dá pra correr atrás de bandidos a pé ou de bicicleta”, relatou um policial militar com pedido para que seu nome não seja mencionado.

Segundo o policial, de 80% a 90% dos PMs destacados para Tarauacá têm idade acima de 45 anos. “Muitos estão doentes, com atestado médico. O efetivo reduz mês a mês. Dos 27 militares aprovados para esta regional, mandaram apenas cinco para cá. No nosso alojamento, o ar condicionado foi doado por um deputado. A caixa de descarga é uma doação do proprietário de uma farmácia de Cruzeiro do Sul. A última pintura do quartel foi custeada com dinheiro dos próprios policiais. Que segurança pública é esta?”, indaga o militar, apelando para que a reportagem ajude a cobrar providências das autoridades estaduais.
Viaturas estão paradas por falta de manutenção/Foto: Cedida
Viaturas estão abandonadas em via pública/Foto: Cedida
Ainda de acordo com o relato do policial militar, a munição artificial (balas de borracha) já acabou. Foi usada na última tentativa de rebelião. “Se os presos tentarem fugir de novo, os agentes penitenciários escolherão morrer ou matar. Só temos munição letal. O que você acha que vai acontecer se houver uma reação com balas letais e spray de pimenta?”, questiona o militar.

O policial acrescenta: ”O presídio de Tarauacá  tem capacidade para 80 presos, mas, hoje, abriga 284 detentos. Há celas com 20 pessoas dentro. Esse ambiente inflamado favorece os motins. Aquilo está prestes a explodir”.

O outro lado
Procurado, o major Ruiz, comandante da PM em Tarauacá, informou, através de um ajudante de ordens, que estava em reunião. O oficial orientou a reportagem a retornar a ligação no final da tarde.
viaturasabandondastk2
Viaturas estão abandonadas em via pública/Foto: Cedida
  ASSEM NETO, DA CONTILNET

Nenhum comentário:

Postar um comentário