sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Em Pando, brasileiros estão algemados ao relento, fora do presídio


 A situação dos brasileiros que foram vítimas de espancamento no presídio de Villa Bush, em Pando (Bolívia), ocorrido na noite de segunda e durou horas até a madrugada de terça,ainda está longe de ser solucionada e já repercutiu em vários meios de comunicação no Brasil e no país vizinho.

Na manhã desta quinta-feira, dia 14, familiares ainda tentavam sensibilizar as autoridades do Brasil na tentativa de conseguir a extradição dos feridos para que pudessem receber melhor atendimento hospitalar. Num dos casos, relatam que tem um em estado de coma e outro ferido a golpe de faca e estão entre a vida e a morte.

Na vídeo-reportagem com Almir Andrade, os parentes e esposas relatam que algo de mais grave ainda poderá acontecer, já que todos estão ameaçados de mortes caso voltem para suas celas no presídio. Pedem ainda, a ajuda imediata das autoridades brasileiras.

No vídeo, se pode ver que os presos estão algemados na grade do lado de fora ao relento. Alguns estão feridos e temem por suas vidas. Algumas salas do presídio foram destruídas pelos presos bolivianos depois que praticaram a sessão de tortura e morte de um brasileiro.

Familiares de Arlexsandro Bezerra Montenegro (38), conhecido pelo apelido de ‘LEKE’, que teve uma morte brutal após ter sua cabeça esmagada a golpes de pau e terçado (facão), estão tentando trazer o corpo para ser enterrado na cidade de Rio Branco.

Vários políticos do Acre, na esfera estadual e federal, se manifestaram sobre o caso e pedem providencias do Ministério das Relações Exteriores e Justiça.
Brasileiros estão algemados na cerca do lado de fora ao relento


Nenhum comentário:

Postar um comentário